Edição Especial 30 anos Pólo Industrial
  Games
  Assinatura
  Classificados
  Contatos
  Vapt-Vupt
   
 
Jacográfica agora também em Lauro de Freitas Tel: ( 71 ) 3288-0227
            D
 
 
  Tamanho da fonte : A+ / A- 

Pólo Industrial completa 30 anos de desenvolvimento

              

 

Responsável por 30% de toda a riqueza gerada no estado da Bahia, o Pólo Industrial de Camaçari completa 30 anos, no dia 29 de junho. Ao longo desse período, o segundo Pólo Industrial do Brasil transformou a economia baiana, gerando emprego, renda e desenvolvimento para o Estado.
Hoje, o Pólo Industrial de Camaçari é o maior complexo industrial integrado do Hemisfério Sul, abrigando mais de 90 empresas químicas, petroquímicas, auto-motivas, de celulose, metalúrgicas, entre outras, que juntas são responsáveis pela geração de cerca de 35 mil empregos e por um investimento superior a US$ 11 bilhões.
As ações para instalação do Pólo Petroquímico em Camaçari iniciaram em 1970 e representou a primeira experiência, realizada no Brasil, de implementação de um complexo por meio de um planejamento centralizado. Em 1972 teve inicio as construções do complexo, com os objetivos de estimular o desenvolvimento da região Nordeste, diversificar a economia brasileira e atender a demanda interna.
Em 29 de junho 1978, o Pólo entrou em operação com a inauguração da Petroquímica do Nordeste - Copene, hoje Braskem. Naquela época, ele abrigava apenas indústrias do segmento químico, que eram responsáveis pela produção de 350.000 toneladas de Etileno por ano, mas com o passar dos anos, novos investimentos foram atraídos para a região, o que modificou não só a nomenclatura do complexo, que deixou de ser Pólo Petroquímico para se tornar Pólo Industrial, como também a economia baiana. Um bom exemplo disso é a instalação da indústria automotiva Ford e da fábrica de matéria-prima para herbicidas Monsanto, que além de diversificarem a produção do Pólo de Camaçari, atraíram dezenas de fornecedores para a região, como é o caso das fabricantes de pneus Continental e Bridgestone/Firestone e a Columbian Chemicals, produtora de insumos para fábricas de pneus.
As transformações ocorridas no Pólo Industrial de Camaçari não se limitam a diversificação de segmentos das indústrias nele instaladas. Hoje a produção de Etileno no Pólo Industrial é quase quatro vezes maior do que quando foi inaugurado. São 1.300.000 toneladas deste produto por ano, que são utilizadas nas indústrias farmacêuticas, na fabricação de plásticos, combustível etc. Além disso, a produção atual de produtos químicos e petroquímicos em Camaçari é suficiente para atender mais da metade da necessidade do país.
As mudanças trazidas pelo Pólo de Camaçari também podem ser percebidas nos âmbitos econômico e social. Pode-se dizer que o enorme desenvolvimento das cidades de Camaçari e Dias D’Ávila se deu graças à sua instalação. Em 1978 Dias D’Ávila era distrito de Camaçari, que naquela época possuía cerca de 30.000 habitantes, hoje a soma do número de habitantes dos dois municípios está em torno de 273.000.
No âmbito econômico, o Pólo Petroquímico de Camaçari acabou impulsionando a criação de mais dois pólos industriais, o pólo plástico e o pólo de apoio à indústria petroquímica, que atualmente abrigam mais de cem empresas e empregam cerca de 10 mil pessoas.
O Pólo Industrial é responsável por cerca de 35% das exportações do estado da Bahia e tem um faturamento anual de aproximadamente US$ 14 bilhões, o que fazem de Camaçari o responsável por 30% do PIB do estado e a segunda maior arrecadação da Bahia.


 

Pagina Anterior                                                                       Próxima Pagina

 

Copyright© Jacográfica Serviços Gráficos Ltda. 2006 - Todos os direitos reservados

Reformulador de Home-page: Antonio Carlos - web designer: Antonio Carlos