O primeiro jornal do interior da Bahia na Internet

 

 

 

 

 

Xodó do elenco

 

 

 

 

 

 

 

 A fala mansa denuncia a delicadeza da pequena atriz Anna Rita Cerqueira, que com apenas nove aninhos vem fazendo sucesso como Clara, a filha de Conrado e Eva. A menina, que começou na TV aos quatro anos, na novela O Beijo do Vampiro, já virou xodó do elenco de Eterna Magia. “Todos são muito carinhosos. O Osmar Prado é muito brincalhão, o Pierre Kiwitt, que faz meu padrinho na trama, me ensina brincadeiras em ale-mão. Sem contar a ajuda que eles me dão”, conta Anna.
A jornalista Renata Cerqueira, mãe da menina, ajuda a filha a estudar o texto em casa. Ao chegar no estúdio, Anna também costuma passar suas falas com a instrutora de dramaturgia Silvia Parejo. Ana, com toda a simplicidade, conta que não tem dificuldades para decorar as falas: “Leio o texto apenas uma vez”.
Assédio dos fãs
Nas ruas já é possível perceber a popularidade da personagem. Certo dia, quando andava num shopping da zona norte com a mãe, Anna percebeu que uma fila de meninas havia se formado atrás dela. “É legal saber que as pessoas gostam de me ver e que alguns, como um menino lá de Goiânia, se identificam com a história da minha personagem”, conta a pequena atriz.
Aluna nota 10
Anna Rita adora estudar, mas como qualquer aluna normal, tem suas disciplinas preferidas: “Adoro ciências. Gosto de estudar o espaço. Não gosto muito de história, porque não me interesso muito em saber o que aconteceu há 3 mil anos. Já devorei um livro de 100 páginas em um dia, porque o assunto era muito interessante para mim”, revela a atriz, que aproveita para estudar nos intervalos das gravações. “Ela é muito disciplinada. Nenhuma nota dela fica abaixo de nove”, conta a mãe.
A pequena atriz também está curtindo bastante aprender a tocar piano, por conta da sua personagem. “Já aprendi a tocar quatro músicas . Pretendo continuar estudando música”, planeja.
A aposta no perdão
Anna aposta que o coração de Max vai amolecer quando perceber que a neta também sofre com esse rompimento na relação do avô com sua mãe: “Acredito que aos poucos ele vai perdoando a Eva, por causa da neta”.